1 JUN

Tudo que você precisa saber sobre Hérnia de Disco nos cães

Fisioanimal

Um pequeno guia com todas as informações sobre esse problema comum em cães.

 

O que é?

A hérnia de disco se trata de uma doença degenerativa dos discos invertebrais que pode causar muita dor e é uma das doenças de coluna mais comuns que o cachorro pode ter. Ela ocorre quando o material do disco sai do canal medular ou se acumula, pressionando a medula espinhal e produzindo uma disfunção na região, podendo causar até paralisia.

 

Qual é a causa?

Como nos humanos, a hérnia de disco aparece quando o pet passou por uma pancada forte, queda dolorosa ou algum traumatismo delicado, que tenha afetado os discos de sua coluna. Entretanto, fatores genéticos podem ter uma forte influência no desenvolvimento da doença e, por isso, algumas raças têm mais probabilidade de ter hérnias de disco, são elas: Cocker Spaniel, Poodle, Pequinês e Salsicha.

 

Como identificar?

Existem diversos sintomas que mostram que o pet está com hérnia de disco, como dor (veja algumas formas de identificar a dor no seu cachorro), desequilíbrio, incontinência urinária e fecal, perda de sensibilidade nas extremidades e, quando o problema se torna mais agudo, pode sofrer paralisia. Se você detectou os sintomas no seu pet, corra para o veterinário.

 

Como Tratar?

Geralmente, o tratamento começa com anti-inflamatórios e repouso que, se não melhorarem a situação em pouco tempo, serão descartados. Uma das próximas opções é uma cirurgia simples para retirar o material discal e promover a descompressão da medula espinhal.

Outra opção de tratamento mais conservador, que é importante em qualquer fase da doença, é a fisioterapia, com destaque para as seguintes técnicas:

Acupuntura: pode atuar liberando endorfinas, controlando a dor e restabelecendo funções neurológicas perdidas.

Laserterapia: fundamental para controlar inflamações.

Fisioterapia: técnicas de movimentos e exercícios passivos (realizados pelo terapeuta) previnem contraturas e atrofias musculares. Em animais que já não sentem dor, podem ser aplicados exercícios ativos para restabelecer o caminhar, a coordenação e retorno de massa muscular. Também trata encurtamentos musculares, alongando a coluna e fortalecendo a musculatura da região. E, por fim, também pode ser preventiva em animais que já tenham predisposição a ter hérnias de disco.

 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre hérnias de disco ou fisioterapia, agende uma consulta na Fisioanimal.

...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *