1 JUN

O que é fisioterapia animal?

Fisioanimal

 

Dra. Maira Formeton, Médica Veterinária Fisiatra da Fisioanimal.

 

Entenda para que serve a fisioterapia veterinária e como ela atua na saúde e bem-estar do pet

 

A fisioterapia veterinária usa o agente físico como forma de tratamento, analisando os movimentos e a postura do animal e utilizando diversas modalidades para melhorar o processo de reabilitação de lesões nos tecidos, fraturas ou traumas que o animal tenha sofrido ou também como prevenção de problemas de mobilidade ou posturais.

 

Para que serve?

 

A fisioterapia animal pode ser utilizada com vários objetivos: melhorar o rendimento e o tratamento de lesões musculoesqueléticas que os cães de competição podem apresentar, reabilitação em animais que têm algum tipo de problema ortopédico ou neurológico ou melhorar a qualidade de vida de pacientes com doenças degenerativas, como a artrite, reduzindo a degeneração e tratando os espasmos musculares.

Cada caso precisa ser avaliado individualmente para que o médico veterinário escolha a melhor abordagem para atender o seu pet.

Em que casos a fisioterapia é indicada?

A fisioterapia costuma ser mais procurada quando o cão tem algum problema de postura ou mobilidade, porém, ela também pode ser utilizada como prevenção, preparação de cães para competições, tratamento da obesidade junto à dieta,  fitness e até para amenizar traumas psicológicos. Os casos mais comuns são:

 

  • Problemas de coluna, como hernias de disco, dores agudas e crônicas, bicos de papagaios;
  • Paralisias e paresias (nestes casos, muitas vezes, o objetivo é a reabilitação do animal paralisado);
  • Artrites e artroses das mais diversas, incluindo a displasia coxofemoral, displasia de cotovelo (controla a dor, a inflamação, melhora a movimentação da articulação e o fortalecimento muscular) e osteocondrite do úmero;
  • Pós-operatório de cirurgias ortopédicas e neurológicas (reduz o tempo de recuperação do animal e ajuda a prevenir novas lesões);
  • Rupturas de ligamento cruzado, luxações patelares, meniscopatias, colocefalectomias (retirada da cabeça do fêmur);
  • Geriatria (aumenta a expectativa e a qualidade de vida do animal);
  • Assimetrias e retorno do uso de membros;
  • Atrofias e contraturas musculares, rigidez articular;
  • Condicionamento físico para animais;
  • Obesidade (com programas de emagrecimento e bem-estar).

 

Como funciona?

 

Como cada é muito específico, o veterinário especializado em fisioterapia precisa fazer uma avaliação completa e personalizada do pet para escolher a melhor abordagem. As técnicas mais utilizadas no dia-a-dia são:

  • Natação: ajuda no condicionamento físico e fortalecimento da musculatura, muito indicado para pets acima do peso.
  • Homeopatia: diminui a dor e aumenta o bem-estar do pet.
  • Acupuntura: auxilia no alívio da dor.
  • Termoterapia e Crioterapia: alivia dores agudas ou crônicas
  • Massoterapia: ajuda a aliviar as tensões articulares e musculares.
  • Eletroterapia, Shock Wave ou Laser: ajuda a reduzir a dor e rigidez articular.
  • Implante de ouro: ajuda no controle da dor e na controle da artrose a longo prazo.
  • Ozonioterapia: ajuda na cicatrização, reduz a dor e auxilia em cuidados paliativos de pacientes oncológicos.
  • Quiropraxia: ajuda em lesões na coluna vertebral.
  • Microfisioterapia: ajuda na solução de traumas físicos e psicológicos do animal.

Quer saber mais sobre o que a fisioterapia pode fazer pelo seu pet? Agende sua consulta na Fisioanimal.

Veja um pouco mais abaixo:

Conceito Fisioterapia animal: 

A fisioterapia é a ciência que usa o agente físico como forma de tratamento. Portanto, analisa os movimentos e a postura, utilizando diversas modalidades para promover a saúde ou prevenir disfunções.
Reabilitar , em seu sentido mais amplo, significa restabelecer ou restaurar privilégios anteriores como caráter, reputação ou condição. A reabilitação caminha junto com a fisioterapia, integrando-a e buscando a volta da funcionabilidade do sistema afetado. 

Cadeira de Rodas para Cães

A fisioterapia ajuda animais paralisados a terem qualidade de vida.

Quais as indicações da fisioterapia?
O alívio da dor consiste em um dos maiores benefícios e muitas vezes também em um grande desafio. A dor, aguda ou crônica, pode causar imunossupressão, inapetência, caquexia (dor é associada com estresse, influenciando no metabolismo de carboidratos, proteínas e gordura, além de diminuir o consumo de alimento). A dor também pode levar ao desuso de membros e interferindo diretamente no bem estar do paciente.
A redução da inflamação reduz o tempo de recuperação e em muitos casos está associada com a redução da dor. Artroses e artrites são exemplos de doenças que estão em um ciclo de dor-inflamação que leva muitos pacientes a recorrer à fisioterapia. Com a fisioterapia, é possível a redução do uso de analgésicos e antiinflamatórios, que podem causar problemas com seu uso crônico.
Em diversos casos usamos a fisioterapia para prevenir ou minimizar a atrofia de músculos, cartilagens, ossos, tendões e ligamentos. Em paralisias e paresias, este é um trabalho fundamental da reabilitação.
A reabilitação pós operatória tem por objetivo eliminar ou reduzir seqüelas, diminuir a utilização de medicamentos, além de auxiliar a regeneração óssea, preservar articulações não acometidas, diminuir a dor, inflamação, entre tantas mais.
Na geriatria, a fisioterapia pode prolongar a vida de nossos pacientes, proporcionando conforto e bem estar ao animal idoso.
Finalmente, a fisioterapia pode ser aplicada para a melhoria da condição física geral , incluindo o emagrecimento, condição cardiovascular e fitness.

Cachorro com artrite

hidroterapia, natação, todas as modalidades são utilizadas aqui na Fisioanimal.

Alguns exemplos :
1- Problemas de coluna, como hérnias de disco, dores agudas e crônicas, bicos de papagaios, paralisias e paresias. Visamos muitas vezes a reabilitação do animal paralisado.

2 -Artrites e artroses das mais diversas, incluindo a displasia coxofemoral, objetivando o controle da dor, da inflamação, movimentação da articulação e o fortalecimento muscular.

3-Pós operatório de cirurgias ortopédicas e neurológicas, reduzindo o tempo de recuperação do animal e ajudando a prevenir novas lesões. Rupturas de ligamento cruzado, luxações patelares, meniscopatias, cirurgias de coluna , pós operatório de fraturas, colocefalectomias (retirada da cabeça do fêmur) são exemplos de afecções tratadas em nossa rotina.

4 -Geriatria, aumentando a expectativa e a qualidade de vida do animal.

5 – Assimetrias e retorno do uso de membros, atrofias e contraturas musculares, rigidez articular.

6 – Aumento ou melhoria na performance de animais atletas. Também atuamos em animais obesos, com programas de emagrecimento e bem estar.

 

Texto de autoria da Dra. Maira Formenton, Diretora Clínica Fisioanimal.

Quer saber mais sobre o que a fisioterapia pode fazer pelo seu pet? Agende sua consulta na Fisioanimal.

...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *