1 JUN

Hidroterapia: como a natação e a hidroesteira podem ajudar na reabilitação do meu cão?

Fisioanimal

 

Dra. Maira Formeton, Médica Veterinária Fisiatra da Fisioanimal.

 

A hidroterapia consiste em exercícios de fisioterapia realizados na água, normalmente os mais utilizados pelos pets são a natação ou esteira aquática (hidroesteira). Esta técnica promove benefícios físicos e psicológico para os animais, relaxando e reduzindo os impactos dos exercícios.

 

Por que fazer hidroterapia?

 

A terapia na água aumenta a circulação sanguínea, diminui a dor, aumenta flexibilidade e a mobilidade, fortalece os músculos e auxilia no equilíbrio, coordenação e manutenção da postura do pet. Um animal que tenha as patas posteriores paralisadas, por exemplo, ganha mobilidade e possibilidade de realizar diversos exercícios que seriam impossíveis em solo.

A água aquecida, além de ser um ótimo estímulo sensorial, promove o relaxamento muscular e drenagem linfática, auxiliando animais com edemas, contraturas e espasmos musculares e no relaxamento geral do pet.

 

Quais são os efeitos psicológicos da hidroterapia?

 

O alívio da dor já promove bem-estar e melhoria da qualidade de vida, mas a mobilidade que o animal ganha na água faz com que ele fique mais confiante e independente para voltar a andar. Em muitos casos o pet tem medo de apoiar a pata por trauma psicológico e acaba se sentindo mais confortável durante a hidroterapia e apoiando o membro afetado.

 

Como funciona e quais são os benefícios da natação?

 

A natação é pode ser usada para recreação, fitness ou condicionamento físico. É mais indicada para afecções nas patas da frente, justamente porque o exercício trabalha esses membros mais intensamente. A terapia começa com poucos minutos, às vezes o animal simplesmente fica na água até se acostumar, assim que ele adquire confiança, começam os exercícios que podem durar até 30 minutos por sessão.

 

Por que fazer a esteira aquática (hidroesteira)?

 

Quando as afecções ocorrem nos membros posteriores e para reabilitações neurológicas, a esteira aquática é a opção mais indicada. A altura da água influencia diretamente na terapia, quanto mais a água, menos o animal sente o próprio peso. Como na natação, o animal precisa se acostumar com a água antes de começar os exercícios, que podem chegar a 20 minutos.

 

Em que casos a hidroterapia é indicada?

 

Os exercícios na água são especialmente indicados para cães e gatos com algum grau de deficiência motora, atrofia dos músculos, doenças ortopédicas, obesidade, doenças neurológicas, desgaste das articulações, problemas de coluna, displasias, artroses e até mesmo problemas genéticos.

 

A hidroterapia tem contra-indicações?

 

Não é indicado para pets que tenham lesões na pele, feridas, otites (inflamações no ouvido), dermatopatias (doenças de pele), doenças sistêmicas severas como cardiopatias, hepatopatias, doenças renais, hiper ou hipotensão. Também é preciso avaliar condições respiratórias e epilepsia não-controlada.

 

Quer ver como seu pet pode ficar de boa na lagoa, digo, piscina? Agende uma consulta na Fisioanimal!

...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *