11 JAN

Fisioterapia animal

Fisioanimal

Sabe-se que a história evolutiva dos seres humanos foi marcada por diversos percalços, os quais desafiaram constantemente a sobrevivência de nossos ancestrais: desde a fome e ausência de recursos alimentares, até ameaças inóspitas provocadas pelo ambiente, como intensos fatores climáticos (tempestades, raios), ataque por grandes predadores, agentes patógenos infecciosos então desconhecidos, etc.

Para vencer tais limitações, as quais restringiam muito a capacidade do ser humano de se desenvolver (seja na saúde do indivíduo, ou o tamanho das populações humanas), diversas mudança comportamentais e nos hábitos da nossa espécie foram se reconfigurando, trazendo novos caminhos evolutivos ao nosso destino, como a tão conhecida Revolução Neolítica.

Este período na história do homem marcou a transformação da capacidade de manejar o seu próprio meio ao seu favor, a partir da produção de ferramentas e instrumentos que otimizaram as técnicas agrícolas e de plantio, resultando em uma nova realidade para aquelas populações humanas.

A mudança permitiu uma maior produção e maior diversidade de fontes alimentares, isso resultando em uma fartura alimentícia muito maior do que aquela que os caçadores e coletores conseguiam acumular, este excedente alimentar sendo uns dos primeiros passos da nossa espécie rumo a dominação do planeta Terra (do ponto de vista tecnológico).

 

Cachorros: os nossos primeiros pets

A partir de pesquisas arqueológicos de fósseis dos nossos ancestrais humanos, verifica-se já a presença de cães junto com ossadas humanas, tanto aquelas culturas que ainda praticavam caça e coleta, até aquelas que já tinha iniciados metodologias agrícolas e de criação de animais para o consumo (carne, leite, pele, etc).

Os estudiosos ainda têm dúvidas de como foi o ponto específico de cooperação, mas eles defendem que a comida sobrante que os seres humanos produziram foi o artifício que atraiu os ancestrais dos cachorros (este sendo algum tipo de cão selvagem, já que se confirmou que o lobo não foi domesticado.

Tal cooperação humano e cachorro deu tão certo que, não apenas mantem esse ele de mais de 10.000 anos de história, como também possibilitou a domesticação de outros animais selvagens, como os gatos, os cavalos, entre outros grandes amigos dos seres humanos.

 

Pets são membros da nossa família

Qualquer indivíduo que seja saudável mentalmente (ou seja: alguém que não seja um psicopata) sabe da importância que os animais domésticos têm nos convívios humanos, sabendo que eles têm sentimento, sente fome e sede, sofrem com frio e com a ausência e a negligência de seus donos.

Por isso mesmo que quando vemos alguém judiar de algum cão ou gato inocente ficamos tão injuriados e indignados, pois não nos passa pela cabeça o porquê de trazer sofrimento a estes animais que são tão fieis a nós.

Mais ainda: se os cães foram importantes para nos trazer cooperação na obtenção de alimentos (seja o auxílio em caçadas, seja em pastorar rebanhos de cabras e bois, ou ainda proteger a nossa propriedade privada), atualmente eles (e os gatos, entre outros) são importantes fatores de proteção contra depressão e problemas mentais, principalmente em um mundo onde cada vez mais as pessoas optam por vidas solitárias, afastadas de convívios sociais.

 

Fisioterapia animal

E se os nossos fiéis amigos animais sofrerem algum dano ou desordem, e demandarem de práticas de recuperação e tratamento para voltar a ter qualidade de vida?

Por causa destas necessidades que a clínica veterinária Fisioanimal existe: composta por um sólido quadro de médicos veterinários e profissionais da área, disponibilizamos os melhores serviços de saúde para a recuperação do seu animal de estimação.

Temos em nosso catálogo de serviços práticas fisioterápicas e tratamentos auxiliares para o seu cachorro ou gato, visando ao mesmo tempo a melhor recuperação dele, e a sua tranquilidade em saber que o seu companheiro não estará mais sofrendo.

Entre em contato com um de nossos profissionais, e esclareça qualquer dúvida que tenha a respeito da saúde do seu bichano.

...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *