27 AGO

Alimentação natural para cães é melhor do que ração?

Fisioanimal

Veja no nosso guia de alimentação contra o obesidade canina

 

Dra. Maira Formenton, Médica Veterinária Fisiatra da Fisioanimal.

 

O cuidado com a alimentação é muito importante para garantir a saúde de todos, inclusive do seu animal de estimação. Hoje estamos mais atentos, deixando de lado os produtos industrializados, evitando transgênicos, corantes, conservantes e optando por alimentos naturais e mais saudáveis no dia a dia. A obesidade também é uma doença comum nos cães e esse hábito também tem causado mudança na alimentação dos pets: cada vez mais estamos substituindo a ração industrializada por algo caseiro.

 

Leia também: Guia completo sobre a obesidade dos cachorros e gatos

 

Isso é muito bom, porém, como é algo relativamente novo, muita gente tem dúvidas sobre o que é  alimentação natural para cães, como funciona e quais os seus benefícios. Atendemos muitos cãezinhos obesos na Fisioanimal e temos recebido muitas perguntas sobre o assunto, por isso vamos responder às principais questões.

 

 

O que é alimentação natural e quais os benefícios para o meu cão?

 

A alimentação natural é uma dieta balanceada, composta por ingredientes naturais e minimamente processados que são preparados de forma caseira para suprir todas as necessidades do cão.

O grande benefício desse tipo de dieta é proporcionar todos os nutrientes necessários e na quantidade ideal que o seu cachorro precisa, já que é feita de forma individualizada, pensada especialmente para o seu peludo. É uma ótima alternativa para auxiliar o tratamento da obesidade em parceria com a fisioterapia, natação e hidroterapia, por exemplo.

 

Saiba mais em: Hidroterapia: como a natação e a hidroesteira podem ajudar na reabilitação do meu cão?

 

Qual a diferença entre comida natural e ração?

 

A maior diferença entre elas é que a alimentação natural é uma forma de adaptar a comida para melhorar a digestão e o aproveitamento dos nutrientes pelos cães. E diferente das rações industrializadas, os ingredientes utilizados na alimentação natural passam por apenas dois tratamentos no seu preparo: o cozimento e congelamento.

Antes de tudo tenha em mente que cada cão tem suas necessidades específicas. Por isso, é a dieta deve ser construída em parceria com um médico que conheça o histórico do seu animal, principalmente se ele tiver alguma doença crônica ou restrição alimentar. Antes de qualquer mudança na alimentação do seu cão, leve sempre em consideração uma avaliação com o veterinário.

 

A alimentação natural é indicado para todos os cães?

 

A alimentação natural serve para todos os cães. Esse tipo de dieta é montada individualmente conforme as necessidades de cada animal, ou seja, independente da raça, idade, porte ou problemas de saúde do seu peludo, poderá ser adaptada para o seu cãozinho.

 

Leia também: Pugs e beagles têm mais predisposição a obesidade: sabia quando o seu cão está obeso

 

 

E como a alimentação natural funciona?

 

Os principais alimentos usados na comida natural são proteínas (peixe, frango, boi, ovos, porco e vísceras de animais), carboidratos e fibras (arroz integral, lentilha, chuchu, cenoura, abobrinha, chuchu, beterraba, rúcula, brócolis, inhame, batata doce, ervilha) e gorduras (banha suína, óleo de peixe e de coco).

Muitos alimentos devem ser evitados, claro, por serem tóxicos ou de difícil digestão para os cachorros, como nozes, castanhas, chocolate, cebola, leite, pão, uva, abacate e café. Eles podem causar alergias, dores de barriga, vômitos e mal-estar no geral.

 

Carne crua ou cozida?

 

A polêmica é grande. Alguns defendem que carne crua é natural e saudável para os animais, porém esses alimentos crus podem conter bactérias que causam infecção alimentar. Se você for servir o alimento cru, é necessário congelar antes para diminuir o risco de infecção. O ideal é sempre cozinhar bem para evitar qualquer problema.

 

O que fazer com os ossos?

 

Não tem coisa mais maravilhosa do que a alegria de um catioro correndo com um osso na boca, não é mesmo? Porém, isso pode ser bem perigoso. Ao roer o osso, ele pode engolir um pedaço e ferir gravemente o intestino. Dependendo da gravidade e do local do ferimento, o seu cãozinho pode vir a óbito. Evite.

 

Legumes, vegetais e frutas

 

Os legumes e vegetais são os campeões da alimentação natural dos peludos. A maioria deles pode ser servida aos cães sem problema, eles adoram o sabor e são alimentos riquíssimos em nutrientes, além de ajudar até na limpeza dos dentes. Basta higienizá-los, retirando as sementes e folhas, e atentar ao cozimento. Alguns precisam ser cozidos, como a batata comum, por exemplo, pois possuem substâncias tóxicas para os bichinhos.

Frutas também são adoradas pelos cães, mas tenha cuidado. Algumas delas são tóxicas, como é o caso da abacate e da uva, e é bom evitar as cítricas, como laranja e abacaxi, por serem agressivas ao estômago dos bichanos. Não esqueça de lavar e retirar todos os caroços e sementes para evitar engasgos e machucados no intestino do animal. O caroço da maçã, por exemplo, além de oferecer esses riscos, é bastante venenoso para eles.

 

Tempero

 

Para os cães, o sabor natural dos alimentos é mais gostoso. Portanto, não precisa usar sal e temperos. Além do paladar dos cães ser bastante apurado a ponto de não precisar temperar a comida, é importante ficar sempre atento aos alimentos que podem ser tóxicos: a cebola, por exemplo, possui uma substância muito perigosa e não deve ser utilizada, já um pouco de alho não é tão perigoso. Na dúvida consulte sempre um veterinário.

 

Como eu posso introduzir a nova dieta na alimentação do meu cão?

 

Primeiro, procure um veterinário para te auxiliar na mudança. Ele provavelmente pedirá exames de rotina para avaliar as necessidades nutricionais do seu cão. Feito isso, ele irá orientá-lo sobre a rotina alimentar do seu peludo e quantidade de calorias que devem ser ingeridas diariamente.

A dieta do seu cão deverá ser feita por um médico veterinário nutricionista, que levará em conta a raça, idade, porte e estilo de vida do animal. Você poderá participar da escolha dos alimentos para que a dieta seja montada com opções fáceis de encontrar e cozinhas para facilitar o processo.

 

 

Você realmente se importa com a saúde do seu melhor amigo e quer saber como a fisioterapia pode ajudar a controlar a sobrepeso? Envie a sua dúvida pra gente ou agende uma avaliação para o seu peludo na Fisioanimal.

...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *